Predmet: Portugalski jezik – završni
Status predmeta: IP
Godina studija: II-IV
Šifra predmeta: 29210, 39210, 49210 (2, 3. ili 4. godina studija)
Broj časova sedmično: 4
Broj ESPB bodova: 6
Koodrinatorka predmeta: dr Jelena Filipović, redovna profesorka
LektoriMagda Barbeita, André Cunha
Kabinet:116/sala Camões (22a)
Telefon: 20-21-693


I – Considerações Iniciais

A língua portuguesa é falada em quatro cantos do mundo (Europa, América, África e Ásia) e, segundo contam os números, por mais de 260 milhões de pessoas. Os mares e culturas que a transportam extravasam palavras, rompem espartilhos linguísticos. O Português é corpo miscigenado, também crioulo e em perpétuo movimento. Apetece dizer com Saramago que «não há língua portuguesa, mas línguas em Português.». Nesta disciplina, abordamos fundamentalmente a variante do Português Europeu (P.E.) e debruçamo-nos, sobretudo, sobre a cultura portuguesa, estabelecendo, sempre que oportuno, pontes de contacto com outras culturas lusófonas.


Espera-se que, ao longo deste percurso, o aprendente domine a língua com autonomia, satisfazendo os critérios do nível B1 (segundo o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas Estrangeiras) e, como tal,

[seja] capaz de compreender as questões principais, quando é usada uma linguagem clara e estandardizada e os assuntos lhe são familiares (temas abordados no trabalho, na escola e nos momentos de lazer, …). [Seja] capaz de lidar com a maioria das situações encontradas na região onde se fala a língua-alvo. [Seja] capaz de produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos que lhe são familiares ou de interesse pessoal. [Possa] descrever experiências e eventos, sonhos, esperanças e ambições, bem como expor brevemente razões e justificações para uma opinião ou um projecto.*


* Descritor Geral do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas.


Também se espera que o aprendente reflicta individualmente ou em grupo sobre elementos essenciais da cultura portuguesa e a demais lusofonia, desenvolvendo capacidades de apropriação e iniciativas de pesquisa de forma singular, crítica e pessoal.


Para o efeito, recorrer-se-á a propostas várias, de que são exemplo

  • leitura orientada de textos em suportes diversos;
  • observação e análise de imagens;
  • audição orientada de diálogos, músicas, anúncios publicitários, …;
  • visionamento de filmes e anúncios publicitários;
  • exercícios de escrita guiada;
  • exercícios de escrita criativa;
  • desenvolvimento de simulações;
  • moderação de debates.

Este processo será apoiado em recursos diversos, nomeadamente:

  • computador/ projector multimédia;
  • livros, revistas, fotografias, postais, panfletos, brochuras, mapas, …;
  • quadro/marcador/giz;
  • realia.

Por outro lado, o aprendente ponderará sobre o seu processo de aprendizagem, reflectindo sobre o(s) seu(s) estilo(s) de aprendizagem. A consciência da dimensão metacognitiva e o desenvolvimento consciente de estratégias de aprendizagem assumem-se como pontos fundamentais num processo que se pretende progressivamente autónomo.


II – Competencias de realização

  • Transmitir/receber informações;
  • Consultar dicionários(monolingue/bilingue)/prontuários/gramáticas;
  • Compreender aspectos proxémicos e cinésicos como factores socioculturais;
  • Combinar tom, duração, volume da voz para discutir efeitos paralinguísticos;
  • Interagir em situações normais de serviço público;
  • Intervir numa conversa, exprimindo opiniões com eficiência argumentativa;
  • Tomar notas dos conteúdos de uma aula/reunião/seminário;
  • Relatar/descrever/expor/argumentar oralmente;
  • Descrever, narrar, explicar, expor por escrito.
 

III – Conteúdos – Léxico / Semântica

  • Ocupação dos tempos livres – lazer, desporto, viagens;
  • Música;
  • Televisão;
  • Cinema;
  • Literatura;
  • Moda;
  • Ídolos;
  • Novas Tecnologias;
  • Meio Ambiente;
 

IV – Conteúdos – Morfologia/ Sintaxe

  • Registos de língua (formal, não formal);
  • Articuladores discursivos temporais, causais, conclusivos, opinativos, …;
  • Tempos verbais: valores temporais e aspectuais;
  • Modo indicativo
    • pretérito mais-que-perfeito simples e pretérito mais-que-perfeito composto;
    • futuro simples e futuro composto;
    • condicional simples e condicional composto;
  • Modo Imperativo e Conjuntivo (afirmativa/negativa);
  • Infinitivo pessoal e impessoal;
  • Voz activa e voz passiva;
  • Particípios passados regulares e irregulares;
  • Particípios passados duplos;
  • Modos de relato do discurso (directo e indirecto);
  • Verbos introdutores do discurso;
  • Pronomes pessoais (formas de complemento: reflexo, directo, indirecto e complemento circunstancial);
  • Pronomes demonstrativos, possessivos (valores deíctico e anafórico);
  • Casos de omissão do determinante artigo definido e indefinido;
  • Advérbios e locuções adverbiais;
  • Preposições e locuções prepositivas;
  • Pronomes relativos variáveis e invariáveis;
  • Relações de coordenação e de subordinação;
  • Pontuação;
  • Ortografia.
 

V – Conteúdos: Fonética / Fonologia

  • Correspondência fonema/grafema;
  • Sílabas átonas e tónicas;
  • Unidades fónicas básicas;
  • Entoação
    • Frases declarativas, exclamativas, interrogativas e imperativas;
  • Ênfase prosódica.
 

VI – Considerações Culturais

A Língua Portuguesa no Mundo

  • Considerações sobre a língua portuguesa;
    • razões para aprender Português;
    • identificação de comunidades de falantes da língua portuguesa;
  • Considerações históricas;
  • Identificação de agentes representativos;
  • Reconhecimento de locais/ monumentos emblemáticos;
  • Considerações breves sobre a literatura, o cinema, as artes plásticas e performativas.

[Outros aspectos serão considerados em transversalidade com o currículo.]


VII – Bibliografia

Bibliografia Principal

- FERREIRA, Ana Maria Bayan, BAYAN, Helena José, Na Onda do Português 2, Lidel, Lisboa, 2011. (livro + caderno de exercícios)
– COIMBRA, Olga Mata, COIMBRA, Isabel, Gramática Activa I, Lidel, Lisboa, 2011.
– Textos de Apoio


Bibliografia Secundária

- CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley, Nova Gramática do Português Contemporâneo, Edições João Sá da Costa, Lisboa, 1991.
– ESPADA, Francisco, Manual de Fonética, Lidel Edições Técnicas, Lisboa, 2006.
– MAGNUS, Bergström e REIS, Neves, Prontuário Ortográfico e Guia de Língua Portuguesa, Editorial Notícias, Lisboa, 2004.
– MALCATA, Hermínia, Guia Prático de Fonética, Acentuação e Pontuação, Lidel – Edições Técnicas, Lisboa, 2008.


Outras publicações serão referidas, utilizadas e/ou sugeridas durante as sessões.


Sugere-se a visita a sítios na Internet. São indicados alguns exemplos, outros serão referidos oportunamente.

www.instituto-camoes.pt
www.eusou.com
www.visitportugal.com
www.priberam.pt 
www.linguateca.pt
 

VIII – Avaliação

1. Considerações Gerais 

A avaliação é uma parte integrante no processo de ensino-aprendizagem e, como tal, visa o desenvolvimento contínuo da consciência do aprendente sobre o trabalho desenvolvido, identificando os aspectos mais conseguidos e os aspectos menos conseguidos, numa atitude de reconhecimento do erro como parte necessária da aprendizagem, almejando sempre o progresso.

Assim sendo, será sugerido aos aprendentes que procedam, com regularidade, a um exercício de auto-avaliação, podendo o mesmo assumir a forma de uma reflexão escrita a apresentar ao docente.


O sistema de avaliação será constituído por vários elementos, que são referidas no ponto seguinte.


Os aprendentes serão sempre incentivados a vozear a sua opinião relativamente ao processo de ensino-aprendizagem. Haverá espaço para o exercício da auto e da hetero-avaliação. Bem assim, os aprendentes, num ambiente de diálogo frontal, onde impere o respeito e uma atitude cívica de exercício da cidadania, serão convocados a emitir o seu parecer sobre o docente e sobre as estratégias adoptadas, sendo sempre bem-vindas as sugestões, que serão consideradas e, eventualmente, realizadas se tal for consentâneo com a matéria em estudo e pertinente com o decorrer das sessões.


2. Sistema de Avaliação

Avaliação distribuída com Exame Final:

Elementos de Avaliação

Pontuação

Avaliação Contínua

10 pontos

Ficha Intermédia 1

15 pontos

Projectos

15 pontos

Entrevista

20 pontos

Exame Final

40 pontos

2.1. A avaliação contínua considera a assiduidade e a realização de trabalhos de casa a definir pelo professor no início do semestre.

2.2. Os Projectos correspondem a momentos de avaliação interna a definir pelo professor no início do ano/semestre.

2.3. Para concluir a disciplina, os alunos têm de ter nota mínima de 20 pontos no Exame Final.


Escala de Classificações

PONTOS

CLASSIFICAÇÃO

NOTA FINAL

91-100

EXCELENTE

10

81-90

MUITO BOM

9

71-80

BOM +

8

61-70

BOM

7

51-60

SUFICIENTE

6

0-50

INSUFICIENTE

5

Planificação semanal (I sem.)


Planificação semanal (II sem.)